domingo, 28 de junho de 2009

Poema - José Chagas

De Deus não se sabe nada
e é melhor mesmo que não.
Deus não é coisa ensinada
por qualquer religião.

A fé é que cria Deus,
não é Deus que cria a fé,
e a crer nos mistérios seus,
Deus não existe, Deus é.

É... para quem nele creia,
não é para o que é ateu,
que Deus não planta na areia
o grão dos poderes seus.

Por entre flores e lodos,
entre perfume e bodum,
Deus semeia para todos,
mas não para cada um.

Porque sempre há os que pensam
que Deus é dúbio em seu dom,
que Deus é castigo e bênção,
e é tão ruim quanto bom.

É pau para toda obra
e se faz dele o que quer,
mas ora falta, ora sobra,
nas mãos de um cristão qualquer.

Ao que parece é que Deus
não é para todo dia;
cansado dos fariseus,
às vezes se refugia.

Ou parece que descansa,
desde quando fez o mundo
e deixou para a esperança
o trabalho mais profundo.
Xxx

Poema inédito

2 comentários:

Afrodite disse...

Muito charmoso o seu blog, José.
Linda poesia, parabéns!

Abraços!

Lu

NHAMUNDÁ ON LINE disse...

Saudações!
Amigo José Chagas,
Que Maravilha!
Esse Poema é LINDO, LINDO E LINDO!
Parabéns!
LISON.